Uma mudança é...?

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Precipício dos desejos

Eu acabei de me jogar de um penhasco
E tudo o que eu acho
Se perdeu durante o trajeto da queda
E até onde se enxerga?
Eu não sei
Pois me esqueci durante a entrega.
Eu sou o hospício de quem procura a loucura
A ocasião certa dos segredos mais ocultos
Na verdade , sou o ABSURDO.
Às vezes sou o ninguém , pois sou tudo aquilo
Que alguém sempre tem.
Eu sou desejo escondido por de trás de um beijo
Me torno carência para satisfazer a exigencia
Que o corpo há de querer.
Sou tudo isso e sem perceber
Sou aquilo que se apaga ao amanhecer.
Sou o precipício que te levou ao hospício
O que você idealizou por querer
Sou a queda com caminhos que você esqueceu
Na verdade ,
também sou tudo aquilo que você bebeu.
A hora se passou e tudo que restou
Foi ressaca , sentimento e ilusão
Pois a única coisa que afetou
Foi meu pobre coração .
Volte criança e lembre-se que a sua infância
Não se jogou na solidão .