Uma mudança é...?

sábado, 11 de junho de 2011

Querido.

Estou jogando fora as taças de vinho
Aquele vinho que sujou meu sangue
de tanto que tive que engolir você por todos esses tempos.
Estou queimando suas fotos que guardei em meu albúm
Estou tranformando em cinza nosso passado feliz
Afinal, essa felicidade só veio para me embriagar de tormento
Tormento de nunca ser escutado
De nunca poder ser eu, querido .
Vou rasgar minha garganta esta noite
Vou ferir minha alma até o amanhacer
Para amanhã ,querido
Te esquecer.
Vou enfiar um punhal de culpa em sua alma
Vou torturá-lo até sentir-se sem dente
Afinal, querido
Eu sou aquele que você devastou em mente .
E no final de tantas sofreguidões , querido
É que eu quero perceber
O quanto é bom esquecer você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário